Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Admin
Mensagens : 173
Data de inscrição : 25/11/2018
Ver perfil do usuáriohttp://interioronline.forumeiros.com

Crianças com necessidades especiais participam da soltura de pinguins em praia de Florianópolis

em Ter 27 Nov 2018 - 17:22



Animais reabilitados foram soltos na Praia do Moçambique. Esta é a quarta soltura da temporada, totalizando 64 animais devolvidos à natureza.





Dez crianças com necessidades especiais acompanharam a soltura de oito pinguins-de-magalhães na Praia do Moçambique, em Florianópolis, na manhã desta terça-feira (27). Esta é a quarta soltura da temporada, totalizando 64 animais devolvidos à natureza. Outros 10 continuarão em tratamento até que tenham condições de voltar ao habitat.


As crianças são alunas da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) e foram acompanhadas de professores e de uma psicóloga. Elas nunca haviam visto pinguins de perto.


"Escolhemos um pequeno grupo, de alunos mais maduros porque os animais não podiam ficar agitados. Para as crianças foi super positivo porque algumas não frequentavam a praia há muito tempo. Esse contato com a natureza concretiza algo que é muito lúdico. Elas ficaram calmas", diz a psicóloga, Thais Rodrigues, que trabalha na Apae.






Ao todo foram soltos oito pinguins  — Foto:  Divulgação/Nilson Coelho Ao todo foram soltos oito pinguins  — Foto:  Divulgação/Nilson Coelho
Ao todo foram soltos oito pinguins — Foto: Divulgação/Nilson Coelho


Os pinguins devolvidos à natureza foram reabilitados pela Associação R3 Animal, por meio do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS).


Litoral catarinense

Os animais aparecem em Santa Catarina todos os anos. No início do inverno no hemisfério sul, deixam as colônias na Patagônia, na Argentina, em busca de alimento. Algumas aves não conseguem retornar às colônias de origem e são encontradas mortas nas praias catarinenses.


Outras chegam às praias cansadas, debilitadas, desidratadas, muitas com quadro de pneumonia, e necessitam de cuidados. A maioria está no primeiro ano de vida.


A orientação para quem encontre um mamífero, tartaruga ou ave marinha morta ou debilitada é ligar no 0800 642 3341.
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum