avatar
CANAL INTERATIVO
Admin
Mensagens : 316
Data de inscrição : 25/11/2018
http://interioronline.forumeiros.com
21012019
Moradores de Vargem Grande do Sul (SP) estão preocupados com uma cratera que há mais de cinco anos se abriu próximo às casas do bairro Cohab 5. Em janeiro de 2017, o Ministério Público entrou com uma ação para que seja dada uma solução para o buraco tem 150 metros de extensão, 30 metros de largura e 15 metros de profundidade, mas até agora o problema não foi resolvido


Moradores temem que cratera de 150 m de extensão aumente com chuvas Sem_tz11


“A gente tem medo de cair tudo , chegar nas nossa casas que é uma coisa que a gente demorou tanto para conquistar”, afirma a merendeira Daleite da Silva Quirino. A prefeitura diz que há uma licitação em aberto para a realização de obras no local. Placas e cercas O local foi cercado e há placas alertando para o risco, mas, mesmo assim, pessoas se aproximam da grande erosão. 


A preocupação é, sobretudo com as crianças. “Na época de férias eles estão entrando ali por causa de pipa, a gente vê criança pulando a cerca ou entrando por um pedaço dela que está rompido”, contou Daleite. Além da cratera, o terreno está tomado pelo mato e atrai animais. “Já matamos cobra aqui dentro. Toda semana tem dois, três escorpiões”, afirmou a aposentada Anésia Miguel Sousa Cardoso. Medo de desabamento Com a chegada das chuvas de verão, a preocupação da trabalhadora rural Vera Lúcia de Melo aumentou. A casa dela é uma das primeiras do bairro e está a menos de 50 metros do buraco. 


“A promotora já falou que corria o risco de evacuar as casas porque as três casas da frente estariam condenados pela Defesa Civil. Só que ninguém tomou providência, o buraco continua aqui, só colocaram cerca, placas de perigo que não consta nada porque já estão rasgadas e estragadas”, afirmou. 


Mas a Defesa Civil disse que o tamanho da cratera está sendo monitorado e que, nesse momento, não oferece riscos. “Toda semana a gente está aqui no local, faz a medição dela [cratera]. No último um ano e meio ela não sofreu evolução”, garantiu o presidente do Conselho Municipal de Defesa Civil, Rogério Bocamino. “Ela está estável e esses relatórios semanais são enviados para a promotoria da cidade porque há um processo civil aberto”, completou. - 





Com estas chuvas e chuvas que estão tendo na região o risco aumenta ! 
Compartilhar este artigo em:diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

Comentários

Nenhum comentário.

Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum